sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Disney 2013 - Parte I - Identificando as crianças nas viagens.

Faz duas semanas que voltamos de viagem e  finalmente vou iniciar os posts sobre as experiências deliciosas (e outras nem tanto) que vivemos lá. O objetivo destes posts é fazer um registro da viagem e também dar algumas dicas pra quem vai fazer este passeio com a família, portanto quem tiver alguma dúvida ou quiser saber mais é só colocar nos comentários..

O primeiro e segundo posts desta (looonga..)  série serão sobre a preparação, o pré viagem, e algumas coisas que achei importante falar aqui. Vou começar tratando da identificação das crianças em viagens.

Acho que o maior pesadelo de todos os pais é perder seu filho em lugares muito movimentados, e a Disney , sem dúvida, é um desses lugares. Eu tinha panico só de pensar nessa possibilidade e como tenho um filho que é fujão distraído, pesquisei muito sobre isso na internet e tomei algumas precauções pra me acalmar um pouco.

Vejam o que fiz..

- Pulseiras de Identificação:
Uma opção que se encontra bastante na net mas que pra mim, por causa de experiências anteriores, não servia, é essa aí da foto debaixo. Li alguns textos sobre elas e se suas crianças não reclamam sem parar ou ficam querendo arranca-las a cada 30 segundos acho que pode ser uma boa.

Resolvi então procurar alternativas e achei um modelo de silicone com plaquinhas de metal para gravação e achei que era mais bacana. Para minha felicidade encontrei tal modelo no Mercado Livre por um preço ótimo (R$9,00 cada uma com o Vendedor SetShop). A gravação das informações (coloquei só o nome e telefone) foi mais cara que a pulseira em si mas no final deu tudo certo e ficou como eu queria. 

Olha só:


A Isabel usou a pulseira dela direto, todos os dias sem problemas. Já o Marcos perdeu a dele mais ou menos no meio da viagem porque o fecho soltou.

- Crachás:
Novamente achei algumas opções bonitas e resistentes na internet mas por falta de tempo e economia resolvi fazer em casa mesmo. O problema do feito em casa é que, como são impressos no papel sulfite estão sujeitos a manchas então recomendo levar várias cópias impressas (eu só levei duas e no final estavam super sujos de sorvete de chocolate - paciência).

As figuras aí embaixo mostram os crachás que eu fiz (frente e verso) e podem servir de ideia pra quem precisar.



Marcos todo feliz mostrando seu crachá.

Em uso.

As crianças gostaram dos crachá e usaram todos os dias. Comprei lá um cordão da Disney (na CVS ou Walgreens por cerca de U$4,00) e deu tudo certo.

- Outras opções legais que encontrei por aí..

Onde encontrar as etiquetas e pulseiras comuns:
http://www.names2glue.com.br
http://www.grudadoemvoce.com.br/

No próximo post vou falar sobre o planejamento da viagem.

2 comentários:

Anônimo disse...

O Marcos realmente estava super orgulhoso do crachá no aeroporto,achei a idéia super boa e a das pulseiras também .Mãe prevenida vale por 10.bjks Tia Cris

Biel disse...

Não perdemos o Marcos nem a Isabel, mas o Vovô Kleber perdemos algumas vezes. Faltou um Walk&Talk. Mô seu planejamento foi perfeito. A viagem foi ótima. Bjs. Biel